terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Viajante do Bem

Viajar é bom demais, certeza que todos concordam. 
Pensa em viajar e fazer dessa atividade uma missão edificante? Melhor ainda!!!
E não estou falando de nada grandioso como visitar aldeias na África levando vestidinhos costurados por você mesma, que diga-se de passagem, é um projeto lindo da Ong "Little dresses for África" que tem como uma de suas costureiras voluntárias a Sra. Lillian Webber de 99 anos. 
Estou falando de coisas simples, gestos singelos que podem fazer o dia das pessoas que te servem mais especial.



A pedido de minha amiga Kátia que viaja muito, estamos lançando aquí no blog uma corrente do bem. 
Um desafio a todos os viajantes que tem boa vontade de espalhar por onde for, uma energia do bem, uma onda de gentileza.
O que ela vem fazendo ao longo de alguns anos, é deixar um de seus pertences pras pessoas que a servem nos hotéis.
A idéia não seria deixar sua roupa velha, que rasgou durante a viagem, que não lhe entra mais porque exagerou nas férias. Deixe algo de significado, que represente pra você o desapego. 
Eu sugiro também que já vá preparado pra isso, e que deixe também um lindo cartão com mensagem de otimismo e agradecimento por estarem alí pra nos servir.
Gentileza gera gentileza. E com essa onda do bem, mesmo que singela, vai deixar seus dias cheios de luz.
Vamos tentar? 
E agora escolher um nome pra essa missão. Que tal "Viajante do Bem"?
Coloque abaixo sua sugestão, vai ser o máximo te ouvir. E quando viajar, compartilhe conosco sua experiência.
Gostaria de dar alguns exemplos de viagens anteriores, onde fomos num grupo grande de brasileiros pra Punta Cana, e vocês sabem que brasileiro vira amigo íntimo em 20 minutos.
Ficamos sabendo que as camareiras e garçons do Resort recebiam mensalmente US$120,00. Dormiam nos alojamentos do resort e só visitavam suas famílias que viviam distantes, a cada 3 semanas.
O que ajudava muito no orçamento eram as gorjetas, que até já estavam incluídas no pacote, mas ainda assim demos mais algum.

Outra situação bacana é levar as doações pras instituições locais, diminuindo assim o custo do transporte pra quem arrecada. Eu, particularmente não levo "coisas" pra ninguém, por medidas de segurança em aeroportos. Salvo as  excessões. E uma delas é a do projeto "Amor Cura", que já falei aquí no blog.
A família Melo arrecada doações de lenços, bijoux e maquiagens pra pacientes com câncer mundo afora. Com isso, tive o prazer de conhecer Filipe Inteiro de Lisboa e idealizador de outro projeto chamado "Despir o Preconceito".
Observe a grandiosidade da experiência! Você passeia, se diverte, conhece pessoas interessantes e faz o bem.






Doações em Londres


Essa é a Katia em seu maiô e saída  de praia deixados em Punta Cana





Deixados pela Katia, vestidos pras camareiras do Hotel São Jose-Algarve

Vestido deixado em Punta Cana





Este vestido com outros mais, foi deixado com a camareira Romena, Roma



Este vestido Katia deixou com uma professora que doaria a mãe de um aluno
Granada -Espanha






Doações do Projeto "Amor Cura" que eu mesma levei pra Lisboa e Vitoria-ES




Um comentário: