sexta-feira, 29 de maio de 2015

Quer vir morar nos Estados Unidos? A regra é Clara...


Com as incertezas do nosso país, muitos estão fazendo suas malas e partindo. E como aqui parece ser o "Eldorado" , claro que será o destino principal de muitos .
Será não, já é. Todos os dias conheço uma pessoa nova em nossa comunidade. 
Tem muitos recém-chegados, e com características diferentes dos imigrantes de 15, 20 anos atras que vinham pra fazer qualquer tipo de trabalho.
Bem, todos são bem vindos e tem o direito de buscar por uma vida melhor pra sua família. Mas algumas regras devem ser respeitadas , principalmente quando você precisa da ajuda de alguém pra se estabelecer por aqui.
Vou relatar abaixo algumas dicas básicas pra quem quer vir se preparar antes de bater na porta de um amigo ou familiar dizendo "cheguei, vim pra ficar"...









O primeiro e mais importante passo pra quem pretender vir, é combinar com quem vai lhe acolher.
Eu costumo dizer que nada combinado é caro.
Acesse se tem lugar pra ficar, se você pode trazer a família ou amigo, quanto tempo pode ficar, se pode ajudar também com trabalho, se a pessoa tem condições de mantê-lo até que arrume um emprego, se a pessoa terá tempo de correr atras de tudo que você vai precisar até estar devidamente à vontade pra se virar sozinho.

Receber um recém-chegado requer tempo, paciência e dinheiro.
A maioria das pessoas trabalha muito e conheço muita gente que chega a 80 horas por semana e não teria tempo pra levar pra ver um apartamento por exemplo, ou uma entrevista de emprego.
Ele vai ter que deixar de ganhar seu próprio sustento (aqui não trabalha, não recebe) pra ajudá-lo. 
Até quando ele poderá fazer isso por você? Quantos apartamentos você verá e quantas entrevistas de trabalho você fará?
Você vai poder colaborar com alguma ajuda enquanto estiver sob os cuidados de quem o receber?
Parece cruel a pergunta, não é? 
Se for sua mãe , beleza. Mas se não, você tem que pensar nisso também.
Já recebi "convidados" por 15 dias que minha conta de energia pulou de $150,00 pra $550,00.
Quem não está acostumado com o frio, pensa que tem que por o heater (aquecimento) a 98 graus.
E se eu não pudesse pagar essa conta?
E se eles ficassem 3 meses em minha casa?
A lei de convivência vale pra todo mundo. Não fazer com outros o que não gostaria que fizessem a você, ainda está valendo.
Veja as dicas abaixo e boa sorte:

* Combine tudo antes de fazer as malas
   Tempo de estadia, quantas pessoas virão com você, quanto pode colaborar com as despesas,
   se a pessoa pode te ajudar a encontrar emprego. Pergunte tudo antes de embarcar.
   E muito cuidado com os que aqui estão e prometem o mundo. 
   Sei que essa informação pode te chocar, mas aqui nada e fácil, e dinheiro não dá em árvore.
   Se só te falarem maravilhas, continue lendo as dicas abaixo que você vai precisar delas.

* Compritchas e passeios não te pertencem... Por enquanto.
  Antes de sair desvairado fazendo turismo e comprando tudo que no Brasil é bem mais caro, 
  lembre-se que está de favor na casa de alguém e que antes de ficar como nós (gastões), 
  vai precisar arrumar um trabalho e se manter sozinho.
  A partir daí você poderá "partir pro abraço".
  
 * Trabalho,trabalho e nas horas vagas...trabalho
   Por falar em trabalho, esse é um assunto sério. 
   Faça a sí mesmo as perguntas abaixo:
   Você chegou aqui com permissão pra trabalhar legalmente?
   Fala inglês ?
   Sabe dirigir?
   Tem carteira de habilitação pra dirigir nos Estados Unidos?
   Se as respostas acima forem negativas, já é um sinal de que não há muito o que escolher.
   Pelo menos a princípio é pegar o que vier.
   Com o tempo, com a experiência e familiarização com o ambiente onde vive, você terá mais 
   oportunidades a sua volta, daí sim a vida lhe concederá o privilégio de escolher o melhor
   pra você.
   Resumindo, pega o que aparecer e vaza, porque quem o ajudou não pode esperar você gostar 
   do trabalho.
   Entendeu ou quer que desenhe?

* Desculpa aí, mas aqui não é a casa da sogra
   Trabalho tá na mão, bora arrumar um lugar pra morar.
   Hoje resolví que não vou ser "Fofa", direto ao ponto.

   SEUS PRIMEIROS SALÁRIOS NÃO SÃO PRA MANDAR PRO BRASIL
   Pronto falei.
   Você tem que ter dinheiro pra pagar o depósito de segurança pra alugar um apartamento que
   vai variar de 1 a 3 meses do aluguel, além do valor do aluguel .
   Você tem que estar preparado pras despesas da sua nova casa, como eletricidade, telefone, 
   aquecimento,etc. 
   Algumas taxas as vezes já estão incluidas mas certifique-se antes de assinar o contrato.
   E comer? Você vai comer né? Ou só fazia isso quando estava hospedado na casa do amigo?
   Pois é, o gasto vai ser grande e programe-se, pois o dinheirinho pra comprar aquela fazenda
   vai ter que esperar, e eu diria que um bom tempo. 
   Você vai precisar de uma coisa muito importante que se chama planejamento, antes de enviar
   dolares pro Brasil.          
   Vamos combinar que ninguém muda de país, paga dívidas, compra carro, monta casa, faz 
   a festa de aniversário da filha, entre outras coisas (aqui a gente vê de tudo)..., em 1 ano.
   Arrume a sua vida por aqui primeiro, pra depois resolver os problemas que ficaram pra tras.
   Lembre-se sempre das instruções da comissária de bordo no caso de despressurização
   da cabine. Você sempre tem que por a máscara de oxigênio em você primeiro, pra depois
    ajudar os demais.
   
Pra que tudo corra bem, tenha em mente que quando se muda de um país pra outro, adotamos novos costumes e adaptamos os velhos.
Ninguém espera que você esqueça suas raízes, costumes, forma de viver. Mas espera-se de uma pessoa que deixa pra tras família, amigos, filhos etc que tenha uma mente aberta a novas culturas e comportamentos.
Então comece agora a mudança em você antes de vir pra cá.  Deixando pra tras seus preconceitos, "espertezas",manias, vulgaridades, preguiça e traga consigo o seu melhor.

Inicie sua jornada tratando aquele que o recebeu com consideração desde o primeiro dia. O seu trabalho e o seu dinheiro tem o mesmo valor que o dele.
Se já começar errado, pode esperar que não vai acabar bem.

Agora anota essa aí... quem se dispõe a ficar longe da família, do seu país pra fazer serviços  pesados e não se alimentar bem e morar mal pra juntar dinheiro pra mandar pro Brasil,  desculpe falar, mas é atestado de idéia "terceiromundista".
Viva , apesar de tudo. Contribua para seu próprio crescimento investindo em cultura, aprenda inglês, divirta-se, viaje, faça amizades com as pessoas das inúmeras nacionalidades que terá a sua volta, e VIVA o seu momento aqui. Porque abster-se do que a América tem de melhor pra "um dia, quando voltar..." usufruir do que construiu, sei não, mas poderá ser tarde demais.


Welcome do USA!




  

   



23 comentários:

  1. Falou tudo com muitos classe. Amen.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigada. Já estou pensando em reformular esse post e acrescentar mais outros ítens. Sugestão?

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. excelente,tudo que precisamos saber antes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes as pessoas Tem a falsa ilusão de que chegando aqui, Tudo muda Pra Melhor num passe de mágica, e nós que o acolhemos poderemos facilitar em tudo.

      Excluir
  4. EI ISTO VALE TAMBEM PARA QUEM ESTA VINDO PARA O JAPAO EXCELLENT.

    ResponderExcluir
  5. Claro que sim, vale Pra todos o lugares.
    Obrigada .

    ResponderExcluir
  6. Patrícia, é ótimo você ter falado tudo isso. Eu tenho enorme gratidão á todos que foram minha família ai e que amo muito.

    ResponderExcluir
  7. Amei o texto,muito bem escrito e sincero.

    ResponderExcluir
  8. Muiiito bom mesmo!!! Parabéns pela postagem!!!

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito, é exatamente com esta fala sincera que se prepara alguém que não se prepara para pagar o preço afim de ter talvez após anos, uma vida mais digna do que a que se tem no Brasil.Faltou apenas falar sobre o risco de estar em um país que pode ser alvo de ataques terroristas por causa de sua atuação nas guerras que envolvem principalmente os arades muçulmanos, mesmo tendo excelente sistema de defesa.

    ResponderExcluir
  10. Dificil morar bem,se divertir,viajar nos primeiros anos,so mesmo se vier com bastante dinheiro.O resto das dicas foram show.

    ResponderExcluir
  11. Estados Unidos nao e mais um pais onde se trabalha para tornar-se rico. Outra coisa importante: nao venha para ca se nao tiver permissao de trabalho, pois voce sera considerado um residente ilegal e nao consiguira trabalhao de maneira alguma. Abandone os costumes Brasileiros pois nao ha lugar para eles aqui nesse pais. Esqueca os fuchicos, mentirinhas, ideias corruptas. Seja um trabalhador arduo e assimile a nossa cultura Americana e voce sera aceito como qualquer pessoa. Fale o idioma Ingles onde quer que seja, pois esse e o nosso idioma nesse pais. Nao viva em guetos.

    ResponderExcluir
  12. sensacional todo o conteúdo,o último é oque mais penso,,tipo se eu for embora,não tenho o porque investir 1 real aqui no Brasil,um país que toda vida sugou cada gota de suor minha,sem me dar nada em troca,então se eu for vou pra ficar!

    ResponderExcluir
  13. É isso ai , sem contar que vc tem que se preparar para encontrar pessoas que não são da sua covivencia no Brasil , são pessoas bem diferentes , tem de tudo educados , ignorantes , pobre de espiritos e gente boa também .

    ResponderExcluir
  14. Olá, morei 12 anos nos EUA. Falasse tudo o q tento antecipar para as pessoas q estão indo. Porém perda de tempo... E daí vc já sabe: "te faleiiiii."
    Enfim, estou a 2 anos de volta ao Brasil, não me arrependo nem um pouco. Claro que li livros para me preparar.
    Então, boa sorte aos que ficaram. Cumpri minha missão direitinho...

    ResponderExcluir